PUBLICAÇÕES RECENTES

Ribamar Alves demite contratados de povoados de Altamira

1 de julho de 2016



Quem agiu de má fé contra o município de Santa Inês e em favor de Altamira, com interesses políticos (obviamente!), já sabia que isso iria ocorrer. A população dos povoados Bom Futuro, Boa Vistinha, Santa Cruz, São João Dos Crentes, Bom Jesus, Ladeira Do Gato, Três Satubas e Barro Branco começa a sentir o impacto da jogada política rasteira da qual foram vítimas. 

Após a decisão do Tribunal de Justiça do Maranhão e do Tribunal Regional Eleitoral que reduziu o tamanho do território do município de Santa Inês, a quantidade de habitantes e o número de eleitores em 2.324 votantes, sem nada poder fazer e sufocado pela crise instalada no País, o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, divulgou o Decreto nº 809, de 01 de Julho de 2016, em que exonera todos os contratados que trabalham nos povoados agora oficialmente pertencentes a Altamira.

Afinal de contas, a quem interessa levar os eleitores de Santa Inês para Altamira? Quem tem parentes/aliados políticos com interesses em cargos eletivos por lá? Pois é... quem vai sofrer - e muito - com essa jogada é povo.

Ainda com base no mesmo Decreto, o Município de Santa Inês convoca todos os funcionários efetivos e ocupantes de cargos comissionados lotados nos referidos povoados para se apresentarem na Secretaria Municipal de Administração de Santa Inês (Controladoria Interna) nos dias 04 e 05 de Julho de 2016, no horário de expediente, para tratar de assuntos referentes à mudança.

Eita, Queiroz! MPMA aciona prefeito de Monção por improbidade administrativa

A Promotoria de Justiça da Comarca de Monção ingressou, nesta quarta-feira, 29, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito João de Fátima Pereira (conhecido como Queiroz). O Ministério Público recebeu e apurou uma denúncia de que o gestor teria utilizado recursos públicos para a compra de material de construção utilizado na reforma de sua residência.

O valor da compra seria de R$ 11.270,40. Documentos mostram que a solicitação de compra da Prefeitura de Monção tinha como destino o endereço do chefe do Executivo Municipal.

De acordo com o promotor de justiça Leonardo Santana Modesto, “não há dúvidas quanto à utilização de verba pública para a compra de materiais de construção, tais como kit de banheiro, chuveiro, telhas, cimento, dentre outros, destinados e utilizados na reforma da residência do demandado, constituindo tal conduta em ato de improbidade administrativa, na modalidade enriquecimento ilícito, causando dano ao erário no valor atualizado de R$ 20.489,25”.

Na ação, o Ministério Público requer a condenação de João de Fátima Pereira à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, perda da função pública e suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos.

A lei também prevê o pagamento de multa de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar ou receber qualquer tipo de benefício do Poder Público, ainda que por intermédio de empresa da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos.

Após 14 anos de espera, Guarda Municipal de Santa Inês conquista vitória importante

Depois de 14 anos de peleja, finalmente, a Guarda Municipal de Santa Inês realizou um grande sonho. Os 59 servidores que garantem a ordem pública do município têm o trabalho reconhecido pelo poder público. O prefeito Ribamar Alves assinou nesta sexta-feira (1º), o Plano de Cargos, Carreira e Salários da Guarda Municipal.
A Guarda foi instituída durante o mandato do ex-prefeito Valdivino Cabral Filho. Passou em branco pelos dois mandatos de Roberth Bringel e, somente agora, na gestão do socialista Ribamar Alves, a categoria tem seus direitos garantidos. 
A celebração da realização da classe foi realizada no auditório da Prefeitura de Santa Inês na manhã desta sexta-feira (1º) e contou com a presença de autoridades políticas, membros da sociedade civil, além dos 59 servidores beneficiados com a ação do governo municipal.
Durante a atual gestão, além dos guardas municipais, os professores também conquistaram o Plano e o Piso Nacional. 

A luta continua e o prefeito Ribamar Alves já adiantou que, apesar das dificuldades, a sede própria da Guarda Municipal será uma realidade ainda este ano.    


Ribamar Alves prestigia arraial em creche de Santa Inês

30 de junho de 2016

Hoje foi dia de festa caipira na Creche Municipal Jardim Colorido, no Bairro Aeroporto, em Santa Inês. Os pais capricharam no visual dos filhos e a criançada deu um show no pátio da escola. Quadrilha, Cacuriá, Bumba-meu-Boi, comidas típicas... a brincadeira que começou no fim da tarde desta quinta-feira (30), reuniu uma multidão que registrava cada passo de dança e se divertia com o desempenho dos pequenos.
O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, após participar da cerimônia de inauguração do novo sistema de abastecimento de água do povoado Pequizeiro 2, apressou os passos para não perder as apresentações. Para o gestor, "É sempre uma enorme alegria e satisfação ver estudantes, desde muito novos, já envolvidos na cultura popular. Imagine você que em Santa Inês nem creche tinha quando assumimos. Não foi fácil, mas implantamos 7 creches municipais e todas estão em pleno funcionamento, beneficiando centenas de crianças de Santa Inês. Vamos fazer mais", assegurou Ribamar Alves.

Esta foi a segunda edição do Arraiá dos Bambinos, idealizado e realizado por gestores, diretores, professores e pais de alunos, com o apoio direto da Secretaria Municipal de Educação.

Famílias da zona rural de Santa Inês são beneficiadas com novo sistema de abastecimento de água

Famílias do povoado Pequizeiro 2, zona rural de Santa Inês, foram beneficiadas com um novo sistema de abastecimento de água potável. A solenidade de inauguração realizada no fim da tarde desta quinta-feira (30) contou com a presença do prefeito Ribamar Alves, representantes da comunidade, secretários municipais, vereadores e outras lideranças políticas do município de Santa Inês.
"Essas famílias são tratadas com a dignidade e o respeito que merecem. Não somente os estudantes daqui - que receberam novas carteiras, livros, bebedouro etc, mas todos os moradores do Pequizeiro contam com água de qualidade e a qualquer hora. Toda a comunidade está de parabéns!", enfatizou o prefeito Ribamar Alves.

O presidente da Câmara de Vereadores de Santa Inês, Orlando Mendes, o secretário de Educação, Paulo Rodrigues e o ex- secretário de Segurança Pública do município, João Evangelista, parabenizaram os moradores do Pequizeiro e falaram sobre o trabalho e dedicação do atual prefeito.

O novo sistema beneficia mais de 100 famílias do povoado, localizado às margens da BR 222, próximo à estação ferroviária, entre Santa Inês e Santa Luzia.


Bom Jardim - Mandado de segurança do MPMA impede empréstimo da previdência à Prefeitura

O Ministério Público do Maranhão garantiu na Justiça, por meio de um Mandado de Segurança Preventivo, que o Município de Bom Jardim está impedido de realizar um empréstimo de R$ 3,6 milhões dos fundos do Instituto de Previdência Social de Bom Jardim (Bomprev). A operação seria autorizada por lei municipal, a ser aprovada na Câmara de Vereadores. A decisão é desta quarta-feira, 29.

Na última segunda-feira, 27, a Promotoria de Justiça de Bom Jardim tomou conhecimento de que, na mesma data, seria realizada uma sessão extraordinária da Câmara Municipal, na qual seria votado o Projeto de Lei n° 009/2016, de autoria do Executivo Municipal. O projeto previa a tomada de empréstimo ao Bomprev, a ser pago em 60 parcelas mensais.

No projeto de lei, a prefeita Malrinete dos Santos Matos (mais conhecida como Malrinete Gralhada) justificava o repasse de verbas devido à grave dificuldade financeira enfrentada pelo Município, afirmando que os valores serviriam para o pagamento das folhas de março a junho do funcionalismo municipal, que estão em atraso.

De acordo com o promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira, autor da ação proposta ainda no dia 27, a Lei Federal n° 9.717/98 proíbe que recursos dos regimes próprios de previdência sejam utilizados em empréstimos de qualquer natureza. A Lei Municipal n° 546/2010 também afirma que os recursos do Bomprev só podem ser utilizados no pagamento de benefícios previdenciários e das taxas de administração do próprio instituto.

O promotor observa, na ação, que “caso haja a efetiva tomada de empréstimo por Malrinete dos Santos Matos, prefeita de Bom Jardim, junto ao Bomprev, os recursos oriundos do empréstimo concedido serão destinados a fins proibidos por lei e jamais retornarão ao Bomprev, pois, se o município já está com quatro meses de atraso no pagamento de seus servidores, como ele conseguirá devolver o dinheiro ao final?”

Na decisão liminar, a juíza Denise Pedrosa Torres, que responde pela Comarca de Bom Jardim, determina que a prefeita e o presidente do Conselho Fiscal do Bomprev, Plínio Marçal dos Santos Reis, se abstenham de realizar qualquer operação de empréstimo com recursos do Bomprev até o julgamento final do processo.

Também foi determinado à Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco do Nordeste do Brasil que se abstenham de realizar qualquer transferência de valores entre as contas do Bomprev e do Município de Bom Jardim.

Para o caso de descumprimento da decisão, foi fixada multa de R$ 100 mil, a ser aplicada aos funcionários ou autoridades responsáveis.

RECOMENDAÇÃO
Ainda no dia 27, a Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim encaminhou a Recomendação n° 05/2016 à prefeita de Bom Jardim, Malrinete Gralhada, ao presidente da Câmara de Vereadores, Arão Sousa Silva, e ao presidente do Conselho Fiscal do Bomprev, Plínio Marçal, buscando evitar a aprovação do Projeto de Lei n° 009/2016.

À gestora municipal foi recomendado que se abstivesse de realizar qualquer operação de crédito com o Bomprev, mesmo que autorizadas por lei municipal. Ao presidente da Câmara e a todos os vereadores foi recomendado que não colocassem em votação ou aprovassem o Projeto de Lei n° 009/2016. Já a Plínio Marçal recomendou-se que não realizasse qualquer operação de crédito com o Município utilizando recursos do instituto de previdência.

No documento, o promotor Fábio de Oliveira ressalta que o descumprimento da Recomendação acarretaria a tomada das medidas legais cabíveis e que os atos praticados poderiam configurar atos de improbidade administrativa.

(CCOM-MPMA)

Assinatura do Plano de Cargos, Carreira e Salários da Guarda Municipal de Santa Inês será nesta sexta, 1º


Santa Inês - Atenção, concursados!

A Prefeitura de Santa Inês convoca os concursados relacionados no Edital 023, de 2 de junho de 2016, para receberem seus termos de posse nesta sexta-feira, 1º de julho, no auditório da prefeitura, a partir das 15h.


Prefeitura de Santa Inês vai inaugurar novo sistema de abastecimento de água na zona rural

A prefeitura de Santa Inês vai inaugurar nesta quinta-feira, a partir das 17h, o novo sistema de abastecimento de água do povoado Pequizero 2, na zona rural de Santa Inês. A população daquele povoado comemora mais essa conquista. 

O prefeito Ribamar Alves vai participar da solenidade de inauguração.

O povoado Pequizeiro 2 está localizado às margens da BR-222 entre Santa Inês e Santa Luzia.

João Marcelo dispara: “Temos hoje o pior governador do Maranhão, conhecido como perseguidor do povo e da classe política”

O deputado João Marcelo (PMDB) subcoordenador da Bancada Federal, utilizou a Tribuna da Casa para denunciar atos de perseguições políticas por parte do Governo Flávio Dino.

Em seu discurso, João Marcelo citou detalhes do caso ocorrido com o ex-prefeito de Turilândia, Domingos Curió; que foi mais uma vítima das perseguições do governador pelo Maranhão. Vale frisar que o filho de Domingos Curió, Paulo Curió é apontado como favorito para ganhar as eleições naquele município, onde o atual prefeito é aliado de Flávio Dino.

“Temos hoje o pior governador do Maranhão, conhecido como perseguidor do povo e da classe política. Ele não atende a classe política, nem de situação e nem de oposição", disparou o deputado federal.

Cabe ressaltarmos, ainda, o total abandono à população do Vale do Pindaré, em especial a do município de Santa Inês. O prefeito Ribamar Alves, que pediu votos para a eleição de Flávio Dino, chegou a denunciar o abandono em coletiva de imprensa realizada em São Luís há poucos dias. 

Outro caso frisado por João Marcelo foi o do pré-candidato à Prefeitura de Santa Inês, delegado Valter Costa, onde teria sido transferido da cidade, a mando do governador.

Enquanto o governador se preocupa em apenas perseguir os adversários políticos, o Maranhão vive na decadência administrativa.

Prefeitura de Santa Inês e Cessin firmam parceria

Por meio de parceria firmada entre o Centro de Estudos Superiores de Santa Inês (Cessin/Uema) e a Prefeitura de Santa Inês, através da Secretaria Municipal de Educação, os alunos da rede municipal de ensino participarão de oficinas sobre novas tecnologias.

O encontro que celebrou a parceria aconteceu na manhã desta terça-feira (28/06), na Secretaria Municipal de Educação, onde estavam presentes o prefeito Ribamar Alves e o secretário municipal de Educação, Paulo Rodrigues. Representando o Cessin, estavam a professora Sandra Passinho e alunos do Curso de Pedagogia do Centro de Estudos Superiores de Santa Inês.

Satisfeito com o convênio, o secretário Paulo Rodrigues afirmou que a rede municipal de ensino está disponível para as parcerias que ampliem a qualidade da educação. “Precisamos nos unir com os pesquisadores para transformar a vida dos sujeitos da aprendizagem”, disse o secretário.

O prefeito Ribamar Alves destacou que a importância do Cessin para a formação dos profissionais do Vale do Pindaré. Por isso, o prefeito se coloca à disposição para ajudar a todos os projetos educacionais. “É de fundamental importância parcerias como essa, que visam qualificar ainda mais o alunado da rede municipal”, frisou Ribamar Alves.

Monção - expediente forense está suspenso nesta quinta, 30


Está suspenso o expediente forense na Comarca de Monção nesta quinta-feira, 30. A medida consta de portaria assinada pelo titular da unidade, juiz Marcello Frazão Pereira. Segundo a portaria, a suspensão se dá em virtude de feriado municipal comemorativo das festas juninas no Município e instituído pelo Decreto 34/2016.

Ainda de acordo com a portaria, os prazos processuais também ficam suspensos na data, ficando "prorrogados para o próximo dia útil subsequente".

Educação de Santa Inês finaliza período junino

 

Desde a semana passada, a festança junina nas escolas da rede municipal foi intensa. De creche ao 9º ano, foi um São João recheado de brincadeiras nas escolas, com ações que, inclusive, fizeram parte da grade de aulas dos alunos, segundo o secretário de Educação, Paulo Rodrigues.

Juntando danças e representantes de escolas da rede municipal, no último dia 23, a Secretaria de Educação da Prefeitura de Santa Inês promoveu o “Primeiro Arraial da Semed”, evento realizado na Rua 7 de Setembro, com bonitas apresentações folclóricas envolvendo o alunado e os amantes das brincadeiras juninas.
Esta semana, a festança junina nas escolas seguiu com arraiais nas unidades da rede municipal, iniciando pelas creches municipais e finalizando com arraiais do ensino fundamental da sede e dos povoados, como foi o caso das escolas Antonio Santos Veloso, João Alípio e Benedito Sabbak, que ontem (28) fizeram suas apresentações.

RIBAMAR ALVES PARTICIPA
O prefeito Ribamar Alves esteve presente em todos os arraiais promovidos pelas secretarias da Prefeitura. No último dia 23, participou do Arraial da Semed. Na última segunda-feira, prestigiou o arraial da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Nesta terça-feira (28) aplaudiu os arraiais das escolas municipais Antonio Santos Veloso (bairro Angelim); Benedito Sabbak e João Alípio, no bairro Canecão. "Foi muito bonito e interessante a realização do São João diferenciado este ano, pois levamos a cultura junina às escolas, levando às crianças e às famílias a valorização das tradições do nosso povo e do nosso município", destacou Ribamar Alves.


É HOJE!!! Noite Folclórica da Rua da Bacabeira promete reunir milhares de brincantes nesta terça-feira, 28

28 de junho de 2016

Quase duas décadas e meia de valorização da cultura maranhense. Isso mesmo... a Noite Folclórica da Rua da Bacabeira é considerada referência no estado do Maranhão nos quesitos organização, segurança, resgate e elevação da cultura popular maranhense.
O mega evento realizado no município de Santa Inês recebe milhares de novos brincantes vindos, inclusive, de estados vizinhos como o Pará e o Piauí. 

Em sua 24ª edição, a Noite Folclórica da Rua da Bacabeira mantém a tradição de ser palco do que há de melhor nesse lendário mundo de fantasias culturais relacionadas ao Bumba Meu Boi e demais manifestações artísticas típicas deste período do ano. O público, claro, vai à loucura! Milhares de brincantes lotam a Rua da Bacabeira para apreciar grandes apresentações e admirar a beleza das indumentárias de boieiros, índias, guerreiros e cazumbás. 

Idealizada e realizada por um dos maiores entusiastas da cultura maranhense, o presidente da Câmara de Vereadores de Santa Inês, Orlando Mendes, a tradicional Noite Folclórica da Bacabeira será realizada neste domingo (28), a partir das 20h, na Praça Viva Lobato, na Rua da Bacabeira, Centro de Santa Inês.
Danças portuguesa, indígena e cigana, o cacuriá, quadrilhas, capoeira e tambor de crioula , além das apresentações de Teresa Canto, Konexsamba e Daffé, são algumas das atrações que prometem agitar a noite deste domingo.

Orlando Mendes afirma que a festa vai até o raiar do sol desta quarta-feira. 

Santa Luzia - PRF registra grave acidente na BR 222. Uma pessoa morreu

Homem de 44 anos de idade morreu após acidente grave registrado na BR 222, em Santa Luzia. 
De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o condutor Geová dos Santos Ribeiro, de 44 anos, natural de Santa Luzia, perdeu o controle do veículo, Fiat/Strada vermelho de placa OXY3380, saindo da pista e vindo a óbito no local do acidente.
Ainda de acordo com a PRF, o acidente aconteceu por volta das 3h da madrugada dessa segunda-feira (28), em uma curva na altura do km 401, em Santa Luzia.

Tutóia - prefeito deve ser reconduzido ao cargo em 48 horas


Em decisão assinada nessa segunda-feira, 27, o titular da Comarca de Tutóia, juiz Rodrigo Otávio Terças Santos, suspendeu o Decreto 02/2016 da Câmara Municipal de Tutóia e do vereador Pedro José da Silva que impôs, na última quarta-feira, 22, o afastamento do prefeito do Município, Raimundo Nonato Abraão Baquil, e determinou a recondução do gestor ao cargo em até 48 horas. O não cumprimento da determinação implica em pena de prisão e responsabilidade, consta do documento.

A decisão atende a Mandado de Segurança impetrado pelo prefeito afastado. No Mandado, o gestor sustenta, entre outras alegações, a de que a deliberação pelo seu (dele) afastamento se deu por maioria simples, ao invés da maioria de 2/3 (dois terços) exigida para a cassação definitiva do cargo.

Ainda segundo o gestor afastado "inexiste amparo legal para o afastamento cautelar do Chefe do Executivo, uma vez que o rito adotado pela Câmara Municipal de Tutóia é o previsto no Decreto Lei 201/1967, que não dispõe, por sua vez, de previsão para afastamento quando do prosseguimento da denúncia".

Com vistas a reforçar o arqumento, o prefeito ressala o disposto na Súmula Vinculante nº 46, do STF, que define com competência privativa da União a definiçao dos crimes de responsabilidade e o esabelecimento das respectivas normas de processo e julgamento.

Segundo o gestor, o proecesso que culminou com o afastamento "contém vícios que ofendem o devido processo legal e o contraditório". Entre as alegações do prefeito, a de nunca ter sido intimado do teor do processo, bem como não ter tido acesso ao procedimento instaurado pela Câmara Municipal, apesar de haver requerido esse acesso.

Vícios - Destacando o art. 5º, inciso LXIX da Constituição, que define o Mandado de Segurança como o "remédio constitucional" cuja finalidade é "resguardar direito líguido e certo de alguém, desde que não amparado por habeas corpus ou habeas data, contra ato ilegal ou abusivo praticado por autoridade pública ou agente de pessoa jurídica no exercício das atribuições do Poder Público", o juiz Rodrigo Terças alerta para a "possibilidade de eventuais prejuízos ao Município de Tutóia decorrente da insegurança jurídica de eventuais conduções e reconduções do Chefe do Executivo Municipal em decorrência de possíveis vícios no processo de apuração de infrações político-administrativas".

Segundo o magistrado, a previsão de afastamento de chefe do Executivo inexiste nos incisos que compõem o art. 5º do citado decreto-lei, o que exige que "tal afastamento deve guardar caráter de excepcionalidade a ser devidamente fundamentado para que tenha a mínima possibilidade de manutenção". Ainda segundo o magistrado, "não havendo a previsão do afastamento, o Judiciário pode ser acionado para intervir no processo instaruado pela Câmara "para correção referente a vários procedimentos".

Falta de previsão legal - Nas palavras do juiz, "o Decreto Legislativo nº 02/2016 da Câmara Municipal de Tutóia aparenta apresentar vários vícios atinentes ao afastamento do prefeito uma vez que, inexistindo procedimento de apuração por infrações político-administrativas na Lei Orgânica e no Regimento Interno do Município, o caminho a ser adotado é o estabelecido pelo Decreto-Lei nº 201/67, que não prevê o afastamento do Chefe do Executivo". Rodrigo Terças destaca ainda que "o § 2º, do artigo 57, da Lei Orgânica do Município, estabelece que casos de perda de mandato e apuração de responsabilidade serão os previstos na Legislação Federal pertinente".

Na visão do magistrado, "o Decreto-Lei 02/2016 que dispôs sobre o afastamento do gestor se deu unicamente pelo fato de ter sido recebida denúncia na Câmara Municipal o que, como já empossado, não é compatível com o procedimento de apuração adotado por falta de previsão legal para tanto". E conclui: "não consta da redação do mencionado ato qualquer fato excepcional capaz de fundamentar o afastamento do IMPETRANTE de suas funções, de modo que não resta outro caminho ao Judiciário que não determinar a recondução deste ao cargo de Prefeito Municipal".

Fórum em Pindaré Mirim suspende expediente nesta quarta-feira (29)

O juiz Marcello Frazão Pereira, titular da Comarca de Monção, assinou portaria na qual suspende o expediente no Fórum Orestes Mourão, em Pindaré Mirim, comarca pela qual responde. De acordo com o documento, o motivo é o Dia de São Pedro, feriado instituído em Lei Municipal datada de 9 de abril de 1986. São Pedro é o padroeiro de Pindaré Mirim.

O magistrado enviou cópias da portaria para o Presidente do Tribunal de Justiça, à Corregedoria Geral da Justiça e à Diretoria de Recursos Humanos do Tribunal de Justiça.

Sobre a suspensão de expediente
De acordo com o parágrafo 2º do art. 83[1] do Código de Divisão e Organização Judiciárias, serão feriados forenses os sábados, feriados nacionais, segundas e terças-feiras de Carnaval, quintas e sextas-feiras Santas e o dia 8 de dezembro. São considerados feriados, também, os declarados em lei do Município.

Também pelo Ato nº 1664/2012, não há expediente forense quando de feriados definidos em lei municipal. E no art. 6º fica claro que os pontos facultativos instituídos pelo Poder Executivo não obrigam a observância pelo Judiciário.

No art. 7º do mesmo documento, é determinado que nos dias em que não houver expediente forense funcionará o Plantão Judiciário.

Sylvia Janeth e as mudanças no trânsito de Santa Inês

 
Em pouco mais de 2 anos à frente do Departamento Municipal de Trânsito de Santa Inês, Sylvia Janeth Bezerra Rodrigues foi crucial para o marco histórico na trafegabilidade do município. Nascida em Pindaré, a ex-diretora do departamento foi peça fundamental no comando das mudanças proporcionadas pelo Executivo Municipal para humanização do trânsito de Santa Inês, que durante décadas foi considerado caótico por condutores de veículos e pedestres. 
Foi durante a gestão de Sylvia Janeth que o convênio Detran/Prefeitura foi posto em funcionamento. Sylvia é corresponsável, ainda, pela instalação e pleno funcionamento de 06 redutores de velocidade (pardais), pela substituição, por novos, de todos os semáforos antigos; pela mudança do sentido da Rua Nova; pela sinalização com uso de faixas para travessia de pedestres em pontos estratégicos da cidade; a intensificação de campanhas de conscientização de condutores de veículos automotores e inúmeras outras mudanças.

Sylvia Janeth, ao lado da então secretária municipal de Educação, Concita Costa, colaborou no processo pioneiro da implantação de "Educação no Trânsito" como disciplina na Escola de Tempo Integral de Santa Inês.
Sylvia Janeth e Concita Costa visitam escola em
São José de Ribamar  com "Educação no Trânsito" como disciplina 
Mototaxistas e Motoboys do município comemoraram a aprovação da Lei que regulamenta o trabalho das categorias. Sylvia foi uma das grandes entusiastas dessa regulamentação e,  também por isso, tem o respeito desses profissionais.
Sylvia Janeth reúne-se com mototaxistas para discutir regulamentação da categoria
Antes de deixar o cargo - na intensão de disputar uma vaga no Legislativo Municipal-, Sylvia Janeth deixou implantada sinalização semafórica em vários outros pontos da cidade como o voltado a pedestres na Feirinha da Barreirinha; outro no cruzamento das ruas do Cordeiro e das Cajazeiras; em rotatória da Avenida Castelo Branco; faixa alerta na entrada do Jardim Abreu, 400 tachões espalhados em vários pontos da cidade, além do projeto de abrigos para os mototaxistas e (já na licitação) a compra dos coletes para profissionais dessa categoria.


 

Postagem em destaque

Santa Inês - Prefeito Ribamar Alves vistoria obra na Alameda Carajás

O prefeito Ribamar Alves passou essa segunda-feira (13/06) despachando em seu gabinete. No fim do expediente, Alves fez questão de ir a A...

Fale com o blogueiro

- Daniel Aguiar -
WhatsApp: (98) 9 8256 6682
Email: danielaguiarpereira@gmail.com

O que você procura?

Carregando...

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

WhatsApp do 7º BPM/Pindaré

OPORTUNIDADES

Tags