Fale com o blogueiro

Fale com o blogueiro

13 de março de 2013

Sebrae/Santa Inês traça metas para 2013 e pscicultura terá atenção especial



As diretrizes, metas e projetos para Unidade regional do Sebrae em 2013 foram temas da reunião interna realizada nesta terça-feira (12), em Santa Inês.

No encontro, as gerentes das unidades de Tecnologia e Informação, Keila Pontes, e de Comércio e Serviço, Paula Janete, fizeram uma explanação destacando a previsão de atuação do SEBRAE para este ano nas regiões do Vale do Pindaré, Alto Turi e parte da Baixada Ocidental, contabilizando 36 municípios sob a responsabilidade da UR. 

A meta para a Unidade de Santa Inês é trabalhar com 60 novas pequenas empresas nas áreas de comércio e prestação de serviços, somente dentro do programa Sebrae Mais, que prevê a realização de cursos avançados, consultorias e inovação tecnológica para empresas avançadas.

Uma das áreas que deve receber maior atenção este ano é a piscicultura, tendo em vista o alto potencial de municípios da região para esta atividade, como é o caso de Matinha, que está se destacando pela criação de peixe em cativeiro. 
Imagem
Imagem: Reprodução | Primeira Página MT
O empreendedor individual continua sendo o alvo do Serviço de Apoio aos Pequenos Negócios. A palavra de ordem é inovação, de acordo com as gestoras presentes, com foco é o melhoramento do processo produtivo, buscando novos empreendimentos e oferecendo produtos que fortaleçam as iniciativas individuais.

Para Aluizio Muniz, gerente da regional do Sebrae em Santa Inês, a reunião foi muito proveitosa. “É importante para o nivelamento das atividades internas e é também uma forma de conhecer mais e melhorar a qualidade dos produtos oferecidos pelo SEBRAE aos empresários dos pequenos negócios locais”, reforçou.

(UR Sebrae/Santa Inês)

0 Comentários para “Sebrae/Santa Inês traça metas para 2013 e pscicultura terá atenção especial”

Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.