4 de dezembro de 2013

Prefeitura de Santa Inês intensifica processo de regularização de terras




A previsão é de que em no máximo 30 dias, as quadras centrais do bairro Sabbak já estejam catalogadas. Uma equipe está visitando todas as residências para coleta de dados (tais como o perímetro detalhado da área total, sua localização, a identificação do entorno, com coordenadas georreferenciadas de seus limites) que serão encaminhados ao cartório para a devida regularização. Muito em breve moradores do Sabbak irão receber a documentação 
dos imóveis garantindo direito real do uso destes.

O passo seguinte será a regularização fundiária de bairros localizados no entorno do Sabbak. A previsão é de que em 3 anos, todo o território urbano de Santa Inês esteja devidamente regularizado.


Nesta quarta-feira (4), o prefeito Ribamar Alves e a primeira-dama, Luana Costa reuniram-se com a equipe responsável pela coleta de informações no bairro Sabbak. Ribamar falou sobre a importância do trabalho e pediu que a equipe converse bem com os moradores para evitar dúvidas. "Vamos doar as terras regularizadas e não tomá-las, como pessoas de má fé estão espalhando", assegurou o prefeito.


Luana aproveitou a reunião para atualizar as informações sobre os próximos passos a ser tomados pela equipe. "Moradia regular é um direito de todos. Vamos garantir que isso ocorra em Santa Inês", disse a primeira-dama.


A informalidade urbana ocorre na quase totalidade das cidades brasileiras. Embora não 
exclusivamente, a irregularidade é, em sua maior parte, associada a ocupações de 
população de baixa renda, que historicamente não teve acesso à produção formal de 
habitação, e, como conseqüência, é impedida de concretizar, no quadro da legalidade, seu 
direito à cidade e exercer plenamente sua cidadania.

Morar irregularmente significa estar em condição de insegurança permanente; por esse 
motivo, além de um direito social, podemos dizer que a moradia regular é condição para a 
realização integral de outros direitos constitucionais, como o trabalho, o lazer, a educação e a 
saúde.

Além de transformar a perspectiva de vida das comunidades e das famílias beneficiadas, 
a regularização fundiária também interfere positivamente na gestão dos territórios urbanos, já 
que, regularizados, os assentamentos passam a fazer parte dos cadastros municipais.


15 Comentários para “Prefeitura de Santa Inês intensifica processo de regularização de terras ”

Anônimo disse...
4 de dezembro de 2013 15:16

olha aí rapaz só meninas novas kkkkkk só o filé é assim que ele gosta


Anônimo disse...
5 de dezembro de 2013 04:43

nao sabe de nada fala besteira


Anônimo disse...
5 de dezembro de 2013 09:15

ATÉ Q ENFIM SANTA INÊS VAI REGULARIZAR SUAS TERRAS DEPOIS DE ANOS SENDO EMPURRADO COM A BARRIGA PELO SEBA, ALEXANDRE, CABRAL BRINGEL E AGORA RIBAMAR VAI RESOLVER O PROBLEMA


Anônimo disse...
5 de dezembro de 2013 11:57

Isso leva Dinheiro ao Caixa do Município, esse Ribamala está cada dia ,mas doido pela Grana, mas é um só mandato, cara! ainda bem!


Anônimo disse...
6 de dezembro de 2013 09:33

Pelo menos estamos vendo o que tá sendo feito e os outros... que sumia o dinheiro e não víamos obras. Mas esses comentários são típicos de apaixonados. Mas o importante e que ele tá trabalhando. E quanto ao mandato, isso o povo é que vai decidir nas urnas.


Anônimo disse...
7 de dezembro de 2013 08:02

Segundo o jornal agora Santa Inês, o salário do prefeito, do vice e dos secretários foi aumentado em caráter de urgência na câmara dos vereadores de Santa Inês.


Anônimo disse...
7 de dezembro de 2013 14:37

Espero que seja o ultimo mandato,alias esse cara não se elege, sejamos o pleito para deputado federal a sua Dama, acho que vai ser um caos essa apuração, o povo vai dá a resposta ribamala, tens que ir a atras do seu Compadre em Brasília, também não se elege, a sua opção é ir pra Pernambuco pedi uma assessoria ao compadre.....KKKK


Anônimo disse...
7 de dezembro de 2013 14:40

Aproveita Ribamala já passou um ano, como foi rapido cara! .....KKKKK


Anônimo disse...
7 de dezembro de 2013 15:29

ribmar ladrao.


Anônimo disse...
8 de dezembro de 2013 03:39

É ISSO AÍ RIBAMAR, DEIXA DAS CONVERSAS E IMPEDIMENTOS DE DR.EDMUNDO, E PROCURA TRABALHAR NISSO, JUNTO COM DR.NICOLAU E MANINHO, QUE DÁ MAIS RESULTADOS....E O POVÃO MAIS HUMILDE AGRADECE.


Anônimo disse...
10 de dezembro de 2013 02:37

Enquanto isso a Camara aprova em regime de urgencia o Aumento do Salario do Ribamala pra passear em BSB , etá Povo está hora de dizer não a essa gestão, ainda bem que é só um mandato,ainda bem!


Anônimo disse...
14 de dezembro de 2013 10:08

MAS O SEBA NUNCA COBROU IMPOSTO AOS MORADORES DOS BAIRROS DURANTE O SEU MANDATO DE PREFEITO, ISSO SÓ VEIO ACONTECER DEPOIS QUE O CABRAL E OUTROS SE APODERARAM DO GOVERNO E PASSARAM A COBRAR IMPOSTO CARÍSSIMO AOS MORADORES DOS BAIRROS DE SANTA INÊS. AGORA QUE O POVO SE PREPARE, POIS MAIS IMPOSTO VEM AI, ESSE NEGÓCIO DO RIBA VAI RENDER MILHÕES, E O POVO POBRE É QUEM VAI SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS DE SUAS DIABRURAS É SÓ ESPERAR PARA VER NO PRÓXIMO ANO AS LAMENTAÇÕES SERÃO CRUCIANTES.


Anônimo disse...
14 de dezembro de 2013 10:12

REGULARIZAR OU FISCALIZAR? QUEM NÃO PAGAR O IMPOSTO PREDIAL NO PRÓXIMO ANO VAI PERDER SEU IMÓVEL, O DÉBITO VAI SER COBRADO JUDICIALMENTE E O SEU NOME IRÁ PARA A LISTA DOS INADIMPLENTES (DIVIDA ATIVA) E ADEUS MINHA CASA E MEU TERRENO.


Anônimo disse...
15 de dezembro de 2013 03:32

NÃO ADIANTA RESPONDER, O BLOGUEIRO SÓ DEIXA PUBLICADO O QUE LHE INTERESSA, PORTANTO, NUNCA MAIS! ESSA É A ÚLTIMA VEZ QUE PARTICIPO. ISSO VAI PARA O BLOGUEIRO ADEUSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!


Anônimo disse...
15 de dezembro de 2013 03:39

Quando se diz que o Riba é ladrão o blogueiro publica, quando se elogia ele (o blogueiro) não dá bolas e se faz de esquecido, quando se paga para ele publicar as coisa boas ele resume os fatos. Adeus! Adeus! Adeus! Fala de mim que eu gosto! Te espero.


Postar um comentário

Todos os comentários postados no Notas do Daniel Aguiar passarão por moderadores. O conteúdo dos comentários é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a nossa linha editorial.